"Desde mi punto de vista –y esto puede ser algo profético y paradójico a la vez– Estados Unidos está mucho peor que América Latina. Porque Estados Unidos tiene una solución, pero en mi opinión, es una mala solución, tanto para ellos como para el mundo en general. En cambio, en América Latina no hay soluciones, sólo problemas; pero por más doloroso que sea, es mejor tener problemas que tener una mala solución para el futuro de la historia."

Ignácio Ellacuría


O que iremos fazer hoje, Cérebro?

sábado, 8 de março de 2008

Quanto a UNIP pagou para se livrar do constrangimento?

08/03/2008 - 15h25

João Victor, 8, desiste de cursar direito na Unip

Da Redação

João Victor Portellinha, o garoto de oito anos que prestou Direito e foi aprovado no vestibular da Unip em Goiânia (Universidade Paulista), decidiu que não fará o curso. Impedido de assistir às aulas na quinta-feira (6), ele tentava um encontro com o diretor da Universidade, José Augusto Nunes. Mas depois de algumas negativas, resolveu que não procurará mais a instituição.
"Acreditamos que a faculdade não mereça o João Victor como aluno já que não teve o respeito de recebê-lo e a responsabilidade de tratar o assunto como algo sério", disse à reportagem do UOL William Ribeiro, pai do garoto. Ele descartou entrar na Justiça contra a universidade.

João Victor fez uma prova agendada -- modalidade que permite a qualquer candidato marcar prova individual -- no final de fevereiro. A aprovação saiu segunda (3), e a matrícula no curso foi efetivada na última quarta-feira (5). No seu primeiro dia de aula, o jovem universitário foi barrado na entrada da Unip.
A família agora aguarda novo calendário de exames vestibulares para que João Victor possa, novamente, disputar uma vaga em outra universidade.

Um comentário:

Nam disse...

O termo , "faculdade" hoje em dia não se diferencia de super-mercado ou tampouco de comércio comum onde as entidades tem por interesse maior o bem de capital adquirido e não o bom serviço prestado a sociedade.
É uma vergonha para todos , que lutam e já lutarão para que o ensino em nosso país tivesse algum significado .